Hoje tem um texto da minha querida Willa @psimaterna como saber se estou pronta para ser mãe.
Vale a pena a leitura.



Como saber se estou pronta para ser mãe?



Ser mãe é uma das melhores coisas na vida de uma mulher, apesar de todo o cansaço físico e psicológico são poucas aquelas que afirmam categoricamente que não querem ter um filho. Entretanto, pode ser também uma difícil decisão a ser tomada. Nos dias atuais, muitas mulheres planejam seus filhos, pois a mulher também tem necessidade de uma carreira solidificada, uma estabilidade financeira e outros objetivos que ela possa ter e uma gravidez fora de hora pode assustar. A realidade é que nenhuma mulher nasce preparada para ser mãe, porém ao longo da vida vamos recolhendo informações que nos auxiliam a estar mais maduras para quando chega esse momento. Tomar a decisão de ter um filho não é tarefa fácil, porque ela envolve muitos aspectos de nossas vidas. Um deles é saber se você está disposta a assumir as responsabilidades e alegrias de ser mãe.

Como eu sei se estou pronta?


Essa é uma pergunta difícil de ser respondida, mas biologicamente falando, existem recomendações quanto a idade e a saúde da mulher que quer engravidar. Segundo alguns especialistas a melhor fase da fertilidade da mulher está entre os 15 e 25 anos, sendo entre os 19 e os 29 anos a melhor idade e a mais indicada para gerar um bebê. Nessa idade as gestações representam menores risco para a mãe e o bebê. As gestações tem maiores risco a cada ano após os 35 e a partir dos 40 são de alto risco, apesar de que os avanços da medicina tem  conseguido diminuir alguns deles. Contudo, consulte o seu ginecologista para saber se sua saúde vai bem e se sua fertilidade está pronta para te ajudar também.


É necessário um parceiro?

Não é indispensável um parceiro, principalmente nos dias de hoje, onde algumas mulheres optam por uma produção independente, mas é recomendado ter alguém que possa te ajudar a dividir as emoções e responsabilidades da maternidade, auxiliando igualmente na educação da criança, afinal sabemos que esta é a maior e a mais difícil tarefa da maternidade e a mãe que decide ter um filho sozinha deve estar preparada para assumir o dobro das responsabilidades, o que não é impossível para a mulher moderna.
Financeiramente falando…
Suporte financeiro é indispensável, afinal um filho pressupõe altos gastos para o resto da sua vida. Se você tiver oportunidade informe-se sobre os custos de ter um filho em geral, converse com quem já tem filhos, orce desde o quartinho de um bebê, enxoval, passe pelo plano de saúde até a futura escolinha que ele irá, para ter uma noção de valores. É recomendável ter economias para momentos de imprevisto, pois se lembre que um filho é uma caixinha de surpresas!
Prepare-se psicologicamente!
Antes mesmo de engravidar uma mulher começa a se preparar mentalmente para ter um filho e o demonstra por meio de suas atitudes com crianças. Ela ouve as pessoas mais experientes sobre o tema, como sua mãe e avó. Quando o assunto é gravidez, ela se demonstra positiva, resumindo, a ideia de ter um filho não a assusta. Entretanto, é necessário um bom preparo psicológico para este momento, pois mesmo sendo uma gravidez planejada, só temos noção do impacto emocional quando ela acontece, então quanto mais tranquila melhor!

Se você se sente preparada para ser mãe, vá em frente! Consulte seu médico e realize seu sonho. Lembre-se de que pode levar tempo para engravidar, mas não desista.

Espero que gostem e não se esqueçam de deixar seus comentários.





Sou Willa Marques, mais conhecida como Psimaterna, psicóloga de formação e mãe por paixão! Psicoterapeuta cognitivo comportamental, especialista em psicologia da maternidade, blogueira por hobby,  mas o meu melhor papel é ser Mãe do Eric!


5 Comentários

  1. Pra tudo se dá um jeito, quando nasce uma criança, nasceu uma mãe. Pensamento positivo sempre que tudo dá certo!

    ResponderExcluir
  2. Amei o post! Realmente devemos estar preparadas para a maternidade principalmente emocionalmente. Pois se trata de uma mudança muito grande na nossa vida e temos que ter certeza de que queremos que nossas vidas sejam viradas pelo avesso rsrsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Reflexivo seu texto e acredito que os critérios são muito parecidos àqueles que querem ser pais. Criar filho sozinho realmente não deve ser tarefa fácil. Ótima postagem. Por aqui, fui, pela primeira vez pai, aos 30 anos, e mamãe aos 27 anos.

    ResponderExcluir
  4. Acho que nunca estaremos totalmente preparadas para sermos mães, mas algumas coisas são importantes termos ou sabermos sim. Adorei, a Willa sempre arrasa

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post... Realmente acho que mesmo que planejando, lendo, buscando informação nunca estamos preparadas para ser mãe, as informações e dicas nos ajudam em alguns pontos , mas nada como o dia a dia, os erros e os acertos.

    Bjs Mi Gobbato

    ResponderExcluir