Promoção Dia das Mães no Shopping Cidade Jardim


30 de abr de 2017


Dia das Mães do Shopping Cidade Jardim tem promoção de compras com sorteio de viagens e presente especial


Dia das Mães do Shopping Cidade Jardim tem promoção

O Cidade Jardim preparou uma promoção exclusiva para celebrar o ‘Dia das Mães’ em 2017.

A cada R$800,00 gastos em compras, entre 26/04 e 14/05, o cliente recebe um cupom para concorrer a uma viagem para duas pessoas para a Suíça, com hospedagem no hotel The Dolder Grand de Zurich ou The Chedi Hotel em Andermatt. Se a compra for paga em cartão Visa de crédito ou débito, a concessão do cupom será em dobro.

Serão sorteadas duas viagens, uma para cada cidade. A premiação inclui passagens aéreas em classe executiva pela Swiss International Air Lines, duas noites de hospedagem com pensão completa e um tratamento de spa para cada pessoa. O pacote de viagem prevê também bilhetes em primeira classe do Swiss Travel Pass para uso ilimitado de transporte na cidade suíça de destino, assim como transfers de ida e volta para o aeroporto em São Paulo e na Suíça.

Além de concorrer à viagem, ao gastar R$800,00 e pagar com cartão Visa, os clientes do shopping receberão de  presente uma vela perfumada da loja Tânia Bulhões da Coleção Casa das Orquídeas.

As trocas das notas fiscais pelo presente e pelos cupons para o sorteio serão feitas no balcão da promoção localizado no piso térreo do shopping. A troca pela vela está limitada a uma unidade por CPF e até quando durar o estoque, enquanto que a quantidade de cupons para o sorteio das viagens é ilimitada. Para os clientes portadores do cartão BE de fidelidade - que fizeram o registro das notas fiscais no app do shopping – haverá um ponto exclusivo para retirada da vela e troca dos cupons.

O sorteio será realizado em 15/05/17, às 11 horas. O regulamento completo da promoção está disponível em www.cidadejardimshopping.com.br

Sobre os Hotéis

The Dolder Grand – Hotel 5 estrelas localizado a poucos minutos do centro de Zurich, na borda da floresta Adlisberg, com uma vista espetacular da cidade. É um verdadeiro oásis de tranquilidade, com estrutura requintada e serviços impecáveis para uma estada inesquecível.

The Chedi Hotel – Hotel 5 estrelas localizado no coração dos alpes suíços, em um cenário deslumbrante. Sua arquitetura une a elegância alpina com características asiáticas, criando uma atmosfera única. O Chedi Andermatt foi nomeado o Hotel do Ano 2017 pela GaultMillau.

Shopping Cidade Jardim – Avenida Magalhães de Castro, 12.000 / (11)3552-1000

Horários de funcionamento - Lojas: de segunda a sábado das 10h às 22h; domingos e feriados das 14h às 20h. / Gastronomia: de segunda a sábado das 10 às 23h; domingos e feriados das 12 às 23h.




Feira Cultural - Shopping Analia Franco


29 de abr de 2017


Shopping Anália Franco recebe o evento Feira Cultural do Livro da Letrinha


Feira Cultural - Shopping Analia Franco

As mais diversas historinhas da literatura infantil são destaque no Shopping Anália Franco, durante o período de 1º de maio a 10 de junho. A Feira Cultural do Livro, promovida pela Letrinha, oferecerá mais de 2 mil títulos infantis a partir de R$ 3 na Praça de Eventos do shopping. Além disso, a atração conta ainda uma programação cultural, todas as sextas-feiras, sábados e domingos no período do evento.

Atividades como teatros de fantoches, contação de histórias, pocket shows infantis e truques de mágica ensinam e divertem as crianças gratuitamente. A Feira Cultural do Livro da Letrinha já esteve em inúmeros Shoppings por todo o país, e agora traz ao seu evento um novo Layout, baseado em seu quiosque que tem projeto assinado pelo designer Marcelo Rosenbaum. O evento conta com o apoio cultural da Editora Pé da Letra, que tem mais de 15 anos de atuação e já realizou diversos eventos em Bienais do Livro, escolas, faculdades, em todo o Brasil e também Feiras do Livro Internacionais, como Frankfurt e Bolonha, visando sempre o incentivo à leitura e o desenvolvimento cultural.

Programação Cultural


29/4 - 15h – Show de Mágica
30/4 - 15h – Brincando com Caricaturas
6/5 - 15h - Caricaturista
7/5 - 15h – Pocket Show Musical D’Zambe
13/5 - 15h – Cia Von Feffer: Teatro de Fantoches – Os 3 Porquinhos
14/5 - 15h - Hora do Conto: Especial Dia das Mães
20/5 - 15h – Espetáculo de Mágica
21/5 - 15h – Show de Marionetes
27/5 - 15h – Mukuiu: Contos e Cantos Africanos
28/5 – 15h – Caricaturas Show
3/6 – 15h – Mareou: Histórias além do mar
4/6 – 15h – Show de Mágica
10/6 – 15h – Pocket Show para Família

Feira Cultural do Livro - ParkShoppingSãoCaetano

GRATUITA
Período: 1º de maio a 10 de junho de 2017
Endereço: Av. Regente Feijó, 1.739 – Tatuapé – São Paulo
Informações: 4003-4133 e www.shoppinganaliafranco.com.br

Facebook/shoppinganaliafranco
Twitter.com/analiafranco  
Instagram.com/analiafranco

Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 22 horas, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h.

Valores estacionamento:

Estacionamento Convencional: Até 3 horas - R$ 8,00 / Demais (por hora) + R$1,00
Estacionamento VIP: Até 2 horas - R$ 18,00 / Demais (por hora) +R$ 5,00
Estacionamento Motos: Cada período de 4h - R$ 3,00


Bora aproveitar o final de semana :).


Bebês e cachorros - Como funciona a relação


28 de abr de 2017



BEBÊS E CACHORROS: COMO FUNCIONA ESSA RELAÇÃO?



Bebês e cachorros - Como funciona a relação

O companheirismo entre bebê e cachorro vai surpreender a família e garantir alegria por muitos anos

Pode ser que o seu primeiro filho não seja um bebê. A relação dos donos com os animais de estimação hoje em dia é tão próxima que existem muitas mamães e papais de cachorros por aí. Se esse é o seu caso, vai ser preciso prezar pela boa relação de irmãos entre cães e bebês.

Como todo membro da família, você com certeza vai querer envolver o seu bichinho de estimação durante a gestação e espera que ele comemore a chegada do bebê. De fato, essa relação pode ser benéfica, pois pesquisas, pediatras e famílias que têm bebês e cachorros em casa alertam: eles vão se tornar grandes companheiros.

O animal pode provocar diversos estímulos no bebê. Além de desenvolver laços afetivos, o seu bebê vai exercitar a coordenação motora ao fazer carinho no pet, treinar os primeiros passos para ir atrás do cão e aperfeiçoar o olfato, a visão e a audição graças à companhia canina. A convivência com esses bichos também é capaz de ativar áreas do cérebro relacionadas a sensação de bem-estar.


A CHEGADA DO BEBÊ

Os cachorros são capazes de perceber pelo olfato as alterações hormonais da dona durante a gravidez. Isso só faz com que o animal crie um relacionamento ainda mais profundo e passe a cuidar de você. Ele não ficará pulando na sua barriga, por exemplo.

Pesquisa da Universidade de Liverpool na Inglaterra mostrou que as gestantes donas de cães têm 50% mais chances de realizar pelo menos 30 minutos de atividade física diariamente. Por isso, se você está grávida, mantenha as caminhadas para passear com o seu pet.

Durante a gestação, você deve preparar o seu cão para a convivência com o pequeno. Estabeleça limites onde o animal não poderá ficar, como o quarto do bebê. Se ele dorme na sua cama, prepare um cantinho especial do lado de fora. Capriche nos banhos semanais e deixe as vacinas dos bichinhos em dia, além de vermifugá-los anualmente e usar remédios contra pulgas e carrapatos todos os meses.

A parte mais difícil é ir se distanciando um pouco do seu pet, pois quando a criança nascer, você naturalmente não terá como se dedicar tanto assim ao seu cachorro. Evite chamar o cão para subir na cama ou no sofá, peça para o seu parceiro dar a ração e reduza outras atividades que vocês estão acostumados. Ao mesmo tempo, encontre formas de integrar o pet à nova família: você pode deixar ele cheirar o quarto e as roupinhas do bebê antes do nascimento.

No dia que o pequeno finalmente chegar, você provavelmente passará algum tempo na maternidade. Enquanto isso, peça para o papai levar um cobertor ou uma roupinha que o bebê já usou para que o animal possa se familiarizar com o cheiro. Ao chegar em casa, o seu cão estará morrendo de saudade, então, deixe o pequeno ser carregado pelo pai para que você possa fazer festa para o animal não ficar enciumado.

Nas primeiras aproximações, é importante que uma pessoa esteja segurando o cachorro na coleira para evitar um acidente. Incentive o seu pet a ficar quieto ao lado do bebê oferecendo carinho ou petiscos, até que ele aprenda como deve se portar e possa circular livremente. Evite deixar os dois sozinhos, pois o animal pode machucar mesmo sem querer o seu filho.

O PEDIDO DAS CRIANÇAS

Muitas vezes, a vontade de possuir um amigo canino vem da própria criança. Se você não é o tipo de pessoa que gosta de animais ou não deseja ter essa responsabilidade agora, tudo bem explicar para o seu filho que esse desejo não poderá ser atendido.

Muitas vezes, os pais até gostariam de ter um pet em casa, mas a criança possui asma ou alergia e os pelos do animal podem piorar o quadro. Se esse for o caso da sua família, explique para o seu pequeno que é muito arriscado ter um animal agora, mas que, assim que ele crescer e estiver mais forte, vocês podem reconsiderar a ideia.

Agora, se vocês estão quase convencidos a incluir um cão na família, é preciso ter uma conversa séria com a criança. Mostre para ela que o animal será dependente de vocês por toda a vida, que será longa, e diga que o pequeno precisará participar das responsabilidades diárias do animal. Deixe o seu filho preparado para tudo de bom que o bichinho vai trazer, mas não esqueça dos pontos delicados, como mordidas, doenças e morte.

AS MELHORES COMPANHIAS


Quase todas as crianças, bebês e cachorros podem viver em harmonia. Para garantir um ambiente livre de estresse, é essencial levar em consideração o perfil do animal, pois algumas raças são mais sociáveis e vão adorar ter os pequenos por perto, enquanto que alguns cães podem ser agressivos e ciumentos.

Procure levar para dentro de casa um animal jovem. Não precisa ser um filhote, que vai dar muito trabalho, mas um cão entre seis meses e um ano será mais fácil de ser educado e de se adaptar a todos. Se a família tiver se encantado por um cão adulto, confira a procedência do animal para avaliar se ele não pode se tornar um perigo para as crianças. Animais que sofreram maus tratos podem interpretar as brincadeiras infantis da forma errada e atacar.

Se você ainda não tem um cachorro e está prestes a realizar esse sonho, dê preferência para a adoção de animais; Além de ser uma atitude de muito amor, os cachorros adotados geralmente são vira-latas, que têm o temperamento dócil e a saúde de ferro. Ao adotar, não esqueça de levar o cão a uma clínica veterinária especializada. Assim, você ficará tranquilo com relação a saúde do animal.


Entre os animais de raça, os mais indicados para a convivência com as crianças são o Labrador, o Golden e o Beagle, que são pacientes e possuem muita energia. O Buldogue também é uma boa opção, pois é um animal pacato e afetuoso. Para um apartamento, o Poodle e o Shih Tzu podem se adaptar melhor, pois são pequenos e brincalhões. 

Espero que gostem e não esqueçam de deixar seus comentarios.




As Emoções e a Cognição no Desenvolvimento Infantil


27 de abr de 2017


Hoje tem o primeiro post da minha querida amiga Chris, o post está incrível e é sobre as emoções e a cognição do desenvolvimento infantil.

Venham conferir.

As Emoções e a Cognição no Desenvolvimento Infantil



      Olhe com carinho para seu filho, observe como ele esta se desenvolvendo, mas principalmente observe como ele sente o mundo e cria o seu.
Christiane Junqueira




Desenvolvimento infantil


      Atualmente, muito se houve falar sobre o comportamento das crianças, afinal esse é um assunto que deixam pais angustiados, pois querem saber como lidar com seus filhos no dia a dia quando as famosas birras, provocações, falta de educação, entre tantos outros comportamentos aparecerem. Já criaram o terrible two, para explicar a fase dos dois anos, mas será que o problema esta só ai?. Porém, não vamos falar em terrible two, analisaremos e entenderemos a criança de forma global e sempre pensando na sua individualidade.

      Antes de analisar uma criança, é muito importante refletirmos que a mesma pode apresentar um comportamento, considerado inadequado, mas esperado para sua idade, em qualquer fase do seu desenvolvimento e ocasionado por diversos motivos e que, frente a tais comportamentos, a melhor forma de atuação, é a compreensão e o entendimento não só da fase que a criança está vivendo, seja ela de ordem emocional ou cognitiva, mas também de que o indivíduo é único e então entender e respeitar a sua personalidade e a sua história.   

      Sendo assim, vamos conhecer e entender como as crianças sentem e vivem o mundo ao longo do seu amadurecimento. 

      Para falar de emoções ninguém melhor que Freud, psicanalista polêmico, devido suas teorias radicais sobre a sexualidade e o inconsciente, em uma sociedade conservadora do final do século XIX, onde a criança era considerada um ser não sexual, ele diz que a personalidade se desenvolve ao longo da infância, através de uma série de estágios em que as energias da busca pelo prazer são focadas em determinadas áreas erógeas. Essa energia chamada de libido, foi descrita por ele como a força por trás do comportamento. Assim, foi baseado nos estudos sobre o comportamento infantil, que Freud criou as 5 fases do desenvolvimento da criança:

1 - Fase Oral: (0 - 1ano): 


Nesta fase a criança é estimulada pela boca, seu meio de contato com o mundo. Neste momento seu principal desejo é o seio materno, afinal é ele que proporciona alimento e satisfação/prazer ao bebê. O ato de morder, mastigar, sugar, e comer são sinônimos de prazer, além da fome. Neste momento, a criança também leva tudo que pega  na boca, pois é também o período de reconhecimento externo.

2 - Fase Anal: (1 - 3anos): 


Nesta fase a boca deixa de ser o foco do prazer a passa a ser o ânus e o controle da tensão intestinal (por isso que é por volta dos 2 anos que se começa a pensar no desfralde). A partir deste momento, o bebê aprende a controlar a sua defecação e a lidar com a frustração de não poder suprir suas necessidades de forma imediata. Os mecanismos desenvolvidos para assimilar esta frustração influenciam a formação da personalidade, pois quanto maior for a capacidade de aguentar a vontade de defecar, maior é a atenção e o elogio que os pais oferecem. Esta também é a fase de absorção de normas sociais. No desfralde é muito comum as crianças apresentarem problemas com a evacuação, por isso uma forma de estimulação e fazer elas entrar em contato com substâncias de consistências idêntica às fezes, como plastifica e barro.

3 - Fase Fálica: (4 - 6anos):

Esta fase é considerada for Freud a mais importante, a qual ele chama de “Complexo de Castração”. Nesta etapa psicossexual a criança apresenta um comportamento marcado pelo narcisismo e volta a sua atenção para a região genital, aonde a criança acredita que todos (meninos e meninas) tem um pênis, e a falta dele (nas meninas) imaginam que foi arrancado, sendo assim, muito comum as meninas se sentirem incompletas. Esta é também a fase que surge o conhecido Complexo de Édipo que é a atração que o menino sente pela mãe causando ciúmes. Porém, bem menos conhecido, mas o contrário também existe, que é a atração da menina pelo pai sentindo ciúmes do mesmo e para este dá-se o nome de Complexo de Electra.            

4 - Fase chamada de Período de Latência:

(5anos aproximadamente até o início da puberdade): Esta é uma das relativamente tranquila, porque as fantasias e impulsos sexuais são substituídos pelo desenvolvimento cognitivo e pela absorção de normas e valores sociais. Neste estágio, o desenvolvimento do ego (o eu, a essência de cada um, a consciência do indivíduo, é ele que determina as ações e instintos perante o mundo) e do superego (componente inibidor da mente, que age de acordo com heranças culturais, valores e regras de conduta) continua e os desejos sexuais não são atendidos, sendo reprimidos e só se manifestando na fase posterior. Esta é a fase onde se formam os laços sociais e as atenções ficam voltadas ao mundo exterior.

5 - Fase Genital:

Esta é a última etapa do desenvolvimento psicossexual e segue pela vida adulta, ela corresponde a adolescência. Neste período, as pulsões sexuais reaparecem: há um retorno da libido à zona genital e surge um interesse nas relações amorosas. Perde-se a identidade infantil e aos poucos o indivíduo passa a assumir uma identidade adulta. Entretanto, se existirem conflitos sexuais não resolvidos nas fases anteriores, estes provavelmente aparecerão nesta fase.    

Referências:

Fadiman, James & Frager, Robert (1976), Teorias da Personalidade, São Paulo, HARBRA, 1986.


Freud, S. (1905). Três Ensaios sobre a Teoria da Sexualidade.

Espero que gostem.

Deixem seus comentários.



As Emoções e a Cognição no Desenvolvimento Infantil




Christiane Junqueira, psicóloga, especialista em Psicologia Hospitalar pela FMABC – Faculdade de Medicina do ABC, Neuropsicologia pelo INESP – Instituto Neurológico de São Paulo e aprimoramento em Reabilitação Cognitiva também pelo INESP.


Nova parceria - Lojas Rubi


18 de abr de 2017




Nova parceria Blog Vamos Mamães - Lojas Rubi



Nova parceria - Lojas Rubi

Apresento a minha mais nova parceria , pois quem não gosta de ganhar joias ou dar de presente não é mesmo?
Venham conhecer a Lojas Rubi e se apaixonar pelos produtos :).

Sobre a empresa:

Uma rede com 10 franquias de joalheria especializada em alianças de casamento e noivado. Pelo site a empresa disponibiliza os melhores preços da rua do ouro de São Paulo para todo o Brasil.

Diferenciais:

Melhores preços de joias;
Garantia eterna do teor;
Mais de 35 anos de tradição;
10 lojas físicas;
Grande variedade de alianças;
Entrega rápida;
Satisfação 100% garantida

A empresa trabalho com anéis de formatura, casamento , namoro, compromisso e noivado.
Tem anéis para todos os gostos e um mais lindo que o outro.


Produtos: