Depressão Infantil: Como identificar


18 de out de 2017


Depressão Infantil : Como Identificar


Depressão Infantil : Como Identificar


Eu sou como o sol, ilumino e aqueço corações, mas também sou como a lua, que mesmo quando todos dormem, continua brilhando, eu sou criança, sou vida, sou alegria, luz e esperança, mas muitas vezes eu sinto medo e esse medo pode apagar a luz existe em mim. Me de seu colo, me abrace, olhe para mim, algumas vezes eu preciso muito mais do que brincar.  
Christiane Junqueira
 
“- Ser criança é maravilhoso!”
“- Haaa que saudades de quando eu era criança!
Quem nunca falou ou ouviu uma dessas frases?
Quem é que não acha que ser criança são só flores?

Pois é, parece ser tudo maravilhoso não é mesmo? Mas ao contrário do que muitos acreditam, criança também sofre de depressão. A depressão que sempre pareceu um mal exclusivo dos adultos hoje em dia afeta cerca de 2% das crianças e 5% dos adolescentes do mundo.

É importante entender que ser criança, claro é maravilhoso, mas não é fácil. O adulto olha para o “ser criança” com os seu “olhar de adulto, do mundo adulto”, e através deste olhar sobre mundos completamente diferentes, aonde o mundo infantil é visto pelo adulto apenas como brincadeira, tudo parece ser fácil, mas não é, e para que o adulto compreenda isso, é importante antes compreender que o indivíduo desde que nasce passa por diversas fases até o fim da sua vida, e cada uma delas, em cada idade distinta, tem seus desafios, aprendizados, conflitos, dúvidas, ansiedades, medos entre tantos outros sentimentos que envolvem cada momento, por isso, da mesma forma que um adulto pode ter depressão por problemas profissionais, por exemplo, uma criança pode ter depressão por dificuldades de aprendizagem, por exemplo.

Mas, pera aí:

-       Depressão por problemas de aprendizagem? Como assim? Mas dificuldades de aprendizagem tem solução!

Claro que tem solução, assim como os problemas profissionais, mas cada um lida com os problemas de uma forma. Pensando nisso, vamos fazer uma análise (e vou dar ênfase a ela):

“Se os adultos que já tem maturidade para lidar com frustrações sofrem, e muitas vezes quando buscam por ajuda profissional é porque já estão em depressão, imagina uma criança diante de conflitos e frustrações, atreladas a sua inocência e imaturidade para lidar com eles, ter ainda que esperar pelo comportamento dos pais sobre o problema, “como os mesmos vão agir”, “o que vão pensar”, “qual atitude irão tomar”, como eles não sofrem?”
Tudo isso pode levar a criança a um quadro de depressão infantil sim, pois quando a criança se encontra sob pressão extrema e não possui o suporte necessário dos pais e educadores, a depressão mostra sua cara, seja adulto ou criança.

Para se ter uma idéia, a depressão infantil, é a doença psicológica que atinge cerca de 8 milhões de crianças no Brasil, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), além de sua tratativa dentro do DSM-5 em Transtornos Depressivos.

Por isso, os primeiros sinais que devem servir de alerta para os pais são mudanças  no comportamento, entendendo que os motivos que podem desencadear a depressão infantil são difíceis de serem identificados e precisam ser investigados por um profissional da área da saúde.

Mas porque são difíceis de serem identificados? Os sintomas podem ser facilmente confundidos com malcriação, pirraça ou birra, mau humor, tristeza e agressividade e na maioria das vezes essa confusão acontece pelo comportamento dos pais, exposto no início do texto, em achar que a vida da criança é mera brincadeira, então no primeiro sinal de mudança de comportamento, vários motivos são levados em conta, mas o motivo de que um quadro de sofrimento emocional pode estar acometendo essa criança sempre é levado em consideração mais tardiamente e consequentemente a procura por um profissional para uma avaliação, também é tardia, fazendo com que o quadro de sofrimento evolua para um quadro de depressão.

Dica: o que diferencia a depressão das tristezas cotidianas e até mesmo dos comportamentos inadequados, é a intensidade, a persistência e as mudanças em hábitos normais das atividades da criança. 
Por isso, ao primeiro sinal de depressão, os pais devem acolher a criança e encaminhá-la a um profissional o mais rápido possível. Na maioria das vezes, o apoio da família e a psicoterapia são suficientes. Somente a partir dos 6 anos, e em raros casos, é necessário uma intervenção medicamentosa. A depressão infantil desencadeia várias outras doenças tais como: anorexia, bulimia, etc.

Sintomas mais comuns da Depressão Infantil


ü  Tristeza sem motivo aparente
ü  Recusa em se alimentar
ü  Baixo rendimento escolar 
ü  Incontinência urinária e fecal

ü  Sentimentos de desesperança. 
ü  Dificuldade de concentração, memória ou raciocínio. 
ü  Angústia. 
ü  Pessimismo. 
ü  Agressividade. 
ü  Tronco arqueado. 
ü  Falta de prazer em executar atividades, inclusive brincar 
ü  Isolamento, não se enturma nem com crianças
ü  Apatia. 
ü  Insônia ou sono excessivo que não satisfaz 
ü  Desatenção em tudo que tenta fazer. 
ü  Queixas de dores. 
ü  Baixa auto-estima e sentimento de inferioridade 
ü  Idéia de suicídio ou pensamento de tragédias ou morte. 
ü  Sensação freqüente de cansaço ou perda de energia 
ü  Sentimentos de culpa. 

ü  Dificuldade de se afastar da mãe
São alguns dos sintomas e que podem ser percebidos pelos pais e professores.
Vários motivos podem desencadear os sintomas citados, porem vale a pena atentar para as situação traumática, tais como: separação dos pais, mudança de colégio, morte de uma pessoa querida ou animal de estimação.
Um fato importante é que os sintomas apresentados podem aparecer em qualquer criança e não necessariamente ser depressão infantil. Por isso a necessidade de, percebendo que o sintoma persiste, não despreza-lo e procurar por ajuda profissional especializada.

Quais providências devem ser tomadas, quando identificada a depressão infantil?


Ao obter o diagnóstico o mesmo deve ser compartilhado com a escola, assim, escola e família, trabalham juntas para ajudar a criança a superar este problema, além de manter um diálogo aberto com a criança. Lembrando que: ignorar a doença ou não falar sobre ela, só intensificará a depressão, que nessa fase pode comprometer a formação do jovem.
Neste momento é muito importante que haja uma mudança na rotina da criança a fim de fazê-la reconquistar a sua autoconfiança, assim como manter uma boa alimentação, praticar atividades físicas e estimular a interação social, são medidas importantes para trazer novamente a qualidade de vida.

Principais mudanças observadas de acordo com a faixa etária


ü  Bebês entre 6 meses a 2 anos de idade se caracteriza pela falta de apetite, estatura pequena e diferentes horários para dormir
ü  Crianças de  2 a 6 anos, os principais sintomas são aparência cansada, irritabilidade e falta de vontade de fazer atividades que antes eram prazerosas para ela.
ü  Entre crianças de 6 anos a jovens 12 anos, os sintomas são bem parecidos, mas sofrem uma intensificação por conta da sensação de inferioridade, notas baixas no colégio, além de sintomas físicos, como dores de cabeça e no estômago.

Bibliografia: 

  • ASSUMPÇÃO, F. B. Jr. Depressão na infânciaPediatria Moderna. 28 (4), p. 323 – 328, 1992. 
  • BANDIN, J. M.; et al. Depressão em crianças: características demográficas e sintomatologia. Jornal Brasileiro de Psiquiatria. 44 (1), p. 27 – 32, 1995. 
  • CHESS, S. e HASSIBI, M. Princípios e práticas da psiquiatria infantil .Porto Alegre: Artes Médicas, 1982.
  • DSM-5, Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais – 5. Ed. – Porto Alegre : Artmed, 2014.   


Dicas para estimular a imaginação do seu filho


17 de out de 2017




Dicas para estimular a imaginação do seu filho


Dicas para estimular a imaginação do seu filho


Crianças naturalmente têm uma criatividade e uma curiosidade de sobra:  incentive seu pequeno!

O que você quer ser hoje? Quando se tem uma criança em casa, essa pergunta pode ter uma infinidade de respostas: dá para ser um leão, um unicórnio, um médico, um gigante e até mesmo um mosquitinho. Além de incrementar as brincadeiras, a imaginação do seu filho pode ajudá-lo a se desenvolver das mais diferentes formas.

Para a criança, a imaginação é fundamental. É por meio dela que os pequenos conseguem ampliar seu vocabulário, encontrar respostas para determinados problemas e entender quais são as melhores maneiras de controlar as situações.

Um estudo conduzido pela Universidade Case Western Reserve, nos EUA, constatou que crianças imaginativas quando pequenas tendem a manter essa qualidade à medida que crescem e têm mais capacidade de solucionar problemas. Testadas novamente quando mais velhas, essas crianças tinham mais referências e fontes de onde tirar soluções na hora de enfrentar desafios e dificuldades.

Colocando em prática nos dias de hoje


Dicas para estimular a imaginação do seu filho


Hoje em dia, a relação das crianças com a tecnologia é completamente diferente. Aparelhos como smartphones, tablets, computadores e smart TVs estão ao alcance de um botão. Apesar de poderem serem aliados no desenvolvimento dos pequenos, é importante lembrar de estimulá-los das maneiras “tradicionais”.

Para uma criança, é possível incentivar sua imaginação e criatividade em todos os momentos do dia. Isso pode ser feito ao brincar, conversar sobre seu dia, apresentar a novas pessoas ou ler uma história antes de dormir - e isso é feito há muitos e muitos anos, passando por várias gerações. Alguns exemplos são:

 Leitura


Você se lembra de quando sua mãe lia uma história divertida para você antes de dormir? Resgatar esse hábito é muito importante para o desenvolvimento da criança - além de criar laços com os pequenos.

Ao ler uma história, a criança imagina diferentes cenários e desenvolve conexões em seu cérebro que são muito benéficas para o seu crescimento. É um momento de interação da criança com o papai ou com a mamãe - algo que não existe quando a diversão definida é assistir à televisão, por exemplo.

Quando assiste à televisão, a criança está recebendo um estímulo unilateral e totalmente formado, o que deixa pouco espaço para que o pequeno possa imaginar cenários ou situações diferentes. Embora não haja problema em a criança assistir a programas indicados para sua idade na TV, é essencial que essa não seja o único estímulo que ela recebe no dia a dia.


Brincadeiras

 Dicas para estimular a imaginação do seu filho


Outra maneira de incentivar a imaginação das crianças é um clássico da infância: brincar - e muito! Brincar é inerente à realidade das crianças, pois é nesse momento que os pequenos conseguem desenvolver autonomia para resolver os problemas dos cenários que eles criam.

Por isso, dê brinquedos lúdicos e fantasias para o seu pequeno. Ultimamente, os tradicionais brinquedos de madeira, como piões e trenzinhos, estão sendo redescobertos como brinquedos divertidos pelas crianças.

Não é por acaso que esse tipo de brinquedo tem sido aclamado atualmente. Por serem simples, as crianças têm mais liberdade para desenvolver sua imaginação da maneira que quiserem, assim como nós, nossos pais e avós fazíamos quando éramos crianças. Quando são muito avançados e ativos, os brinquedos podem deixar a imaginação da criança passiva.

 Atividades manuais


Colocar a mão na massa, além de ser divertido, também incentiva a mente imaginativa dos pequenos. Antigamente, era mais comum crianças ajudarem seus pais ou avós com atividades como artesanato, marcenaria ou até mesmo na cozinha. Que tal resgatar essa tradição e apresentar algo novo para seu filho?

Ao realizar uma atividade manual, como criar uma peça de artesanato ou preparar algo na cozinha, a criança recebe diferentes estímulos, aprende a se concentrar e a dividir tarefas. Se você não tiver tempo para ensinar essas atividades para o seu pequeno, experimente matriculá-lo em alguma oficina em sua cidade.

Faz-de-conta


Incentive o faz-de-conta. Se lembra de quando você e seus amiguinhos brincavam que eram médicos ou animais em uma floresta? Essa brincadeira continua sendo muito importante no desenvolvimento verbal e social das crianças.

Ao brincar de faz-de-conta, os pequenos podem experimentar diversas sensações diferentes, como alegria ou tristeza, de acordo com os cenários que vão criando. Além disso, a criança cria autonomia para criar e controlar diferentes situações.

Quando for brincar de faz-de-conta com seu filho, é possível pensar em um cenário inicial, ou até mesmo incentivá-lo a conduzir a brincadeira. Estimule-o a contar as próprias histórias e não se preocupe se aquilo não fizer tanto sentido - deixe a imaginação do pequeno correr solta!

Passeios


Para estimular a imaginação do seu filho, leve-o para conhecer novos lugares. Pode ser um parque, uma praça, uma biblioteca pública, ou até mesmo um passeio em uma fazenda. Além de fortalecer o seu laço afetivo com a criança, ela terá muito a explorar e criar em sua cabeça.

Saia da rotina


Quando fazemos sempre as mesmas coisas, nosso cérebro tende a ficar mais preguiçoso e habituado às atividades propostas. Por isso, é sempre importante pensar em novas maneiras de incentivar as crianças a fugir da rotina.


Não se esqueça: não há momento e nem idade inicial para estimular a criatividade e a imaginação dos pequenos. Pode ser na banheira do bebê, na hora de dormir ou de ir para a escola: todas as horas são válidas quando se pode criar um novo universo, cheio de histórias para contar.


Crescer dói? Venham entender sobre a dor de crescimento


10 de out de 2017




Crescer dói?

Crescer dói? Venham entender sobre a dor de crescimento



Crescer em todos os significados que a palavra pode trazer pode ser doloroso. Desde as transformações do bebê para uma criança que interage na sociedade até o turbilhão da adolescência e as modificações para a fase adulta.

 Nesse momento de vida, é comum algumas crianças referirem uma dor em membros, intermitente, muitas vezes diagnosticada como dor de crescimento.

Dor de crescimento 


Crescer dói? Venham entender sobre a dor de crescimento



A dor de crescimento, ou dor em membros, não é considerada uma doença, pois não traz dano em estruturas e não tem processo inflamatório. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, a idade de maior acometimento varia de 2 até 14 anos, acomete cerca de 25% das crianças, não havendo distinção entre meninos e meninas.

Não se sabe exatamente a causa da dor, mas acredita-se que esteja relacionado a fatores como falta de vitamina D, fadiga muscular, desequilíbrio entre o desenvolvimento dos ossos, tendões e músculos e crianças com pés planos.

Geralmente, a dor se manifesta de forte intensidade, nas duas pernas, com predomínio noturno ou no final da tarde, depois das atividades físicas, podendo acordar a criança à noite, que chora de dor. A dor dura de minutos a horas e é mais frequente nas pernas e joelhos.

O que é mais importante é notar que a dor não interfere nas atividades diárias, melhora espontaneamente sem medicamentos ou então com massagem no local e não é acompanhada de inchaço nas articulações, vermelhidão ou febre. Também, as crianças não conseguem localizar um ponto especifico de dor, não mancam ao andar e não tem outros sintomas associados.


Tratamento



O tratamento envolve uso de compressas mornas, massagem local e, se necessário, o uso de medicações analgésicas sob orientação medica. Também são recomendados a pratica de atividades físicas de baixo impacto e o uso de calcados adequados para a idade. O apoio e carinho dos pais ajuda muito a criança a passar por esse momento com mais tranquilidade.

Espero ter ajudado


Com Carinho, Dra Lara Soares.



Dra.Lara Soares
Pediatra com titulo de especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria
Graduada na Universidade Federal de Juiz de Fora 


Residência médica em Pediatria pelo Hospital Municipal "Dr Jose de Carvalho Florence".


12 dicas para prevenir o câncer de mama


5 de out de 2017



OUTUBRO ROSA - Conheça 12 dicas para prevenir o câncer de mama

12 dicas para prevenir o câncer de mama


No mês de outubro é realizada a campanha do Outubro Rosa, que tem como objetivo a prevenção e cuidado com o câncer de mama.
O câncer de mama está relacionado a um estado de excesso de estrogênio, conhecido como dominância de estrogênio.


12 dicas para prevenir o câncer de mama


Os fibromas uterinos, cistos mamários, infertilidade, enxaquecas e mesmo câncer de próstata nos homens podem estar relacionados ao domínio de estrogênio.

Nós realmente somos o que comemos, bebemos, respiramos e pensamos! Embora o alimento com certeza seja considerado o melhor medicamento, o seu uso incorreto também pode ser o maior veneno.

Quando há eliminação reduzida de toxinas físicas e emocionais, eles acumulam o que pode levar ao dano no DNA e, finalmente, ao câncer.

Algumas das melhores estratégias para prevenção do câncer de mama são:

1. O alimento é sempre primordial


Coma alimentos ricos em antioxidantes, esses alimentos podem ser um tratamento natural paracancer de mama como as frutas orgânicas, os vegetais, as nozes e as sementes, e gorduras e óleos saudáveis como abacate e azeite extra virgem.

Coma várias porções de vegetais e frutas todos os dias para obter o melhor benefício de fito nutriente.

Especialmente incluir vegetais crucíferos, como brócolis, couve-flor, couve de Bruxelas, couve, repolho, que fornecem indole-3-carbinol (I3C), um fito nutriente que ajuda a metabolizar o estrogênio.

Lembre-se: o açúcar é um grande aliado do câncer! Ativa os genes do câncer e alimenta o crescimento de células cancerosas. Sem falar dos seus vários malefícios para saúde, como o aumento de peso, diabetes, entre outras doenças. Elimine ao máximo o açúcar da sua dieta em todas as formas.


2. Pare de fumar


Um estudo publicado no início de 2013 no Journal of the National Cancer Institute mostrou que os fumantes têm um risco 24% maior e os antigos fumantes têm um risco 13% maior de câncer de mama invasivo do que aquelas pessoas que não são fumantes.


3. Evite o álcool


O álcool muda a maneira como o estrogênio é metabolizado em nosso corpo, o que pode levar ao domínio de estrogênio. As mulheres que bebem álcool têm níveis superiores de estrogênio corporal do que aqueles que não bebem.


4. Consumir uma dieta baixa em alimentos à base de animais.


Os produtos à base de animais são extremamente inflamatórios e expõe o corpo a uma dose elevada de ácido araquidônico, um mediador inflamatório. Preencha metade do seu prato com legumes!


5. Faça exercícios regularmente e desenvolva uma prática de ioga.



Qualquer exercício, leve ou intenso, reduzirá o risco de câncer de mama. O exercício aeróbio reduz o risco de desenvolvimento de câncer de mama, alterando o metabolismo do estrogênio em nosso corpo e aumentando a proporção de "bom" (2-hidroxestrona) para os estrogênios "ruins" (16alfa-hidroxestrona).

Yoga equilibra e regula o sistema endócrino e, assim, nossos hormônios. Ele também constrói o sistema imunológico, promovendo o fluxo linfático, sendo este último extremamente importante para a drenagem de toxinas da mama e dos gânglios na axila (braço).

6. Faça autoexames regulares de mama e massagem mamária


.
Eles podem salvar vidas! Obtenha exames clínicos de mama em seus exames físicos anuais e mamografias, caso seja necessário.

7. Mantenha a composição corporal adequada e a porcentagem de gordura do seu corpo.


Obesidade e tecido adiposo visceral, ou seja, a gordura acumulada em torno de seus órgãos abdominais é extremamente inflamatória!


8. Reduzir outros problemas causadores de inflamação em seu corpo.


É importante testar a sensibilidade alimentar e eliminar da sua dieta todos os alimentos aos quais você pode ter alergias ou sensibilidades.

Verifique e analise infecções crônicas no intestino, boca e seios.


Lembre-se, a inflamação torna o sistema imunológico menos efetivo ao fazer seu trabalho, e um sistema imunológico menos eficaz leva à progressão das células cancerosas!


9. Evite toxinas.


Alimentos inflamatórios que são preenchidos com gorduras trans, colorantes artificiais e conservantes.

Produtos químicos de limpeza doméstica, pesticidas e inseticidas.
Plásticos contendo BPA, que podem ser usados para armazenar alimentos e água.

Produtos de cuidados pessoais e perfumes: estes podem conter produtos químicos que perturbam hormônios, como ptalatos e parabenos.


10. Consuma uma proteína de boa qualidade em cada refeição.



Seu corpo precisa de aminoácidos essenciais em cada passo para funcionar de forma otimizada.

Converse com o seu médico para obter uma análise do seu corpo em relação aos nutrientes, o que lhe dirá se a proteína que você está comendo está sendo digerida e absorvida tão eficazmente quanto deveria.

11. Controle a mente, o corpo e as emoções com exercícios de meditação controle da respiração e liberdade emocional.



Aqui estão algumas dicas:

Medite diariamente.

Aprenda e pratique exercícios de yoga.

Pratique o perdão todos os dias!

Faça um diário antes de ir para a cama para desintoxicar a mente.


12. O sono é o seu melhor amigo!


Um estudo publicado em agosto de 2012 mostrou uma associação entre menos sono e desenvolvimento de formas agressivas de câncer de mama em mulheres.

Se você sofre de problemas crônicos do sono, procure seu médico para encontrar a causa subjacente e corrija-a. Usar remédios para dormir nem sempre é a resposta!

Use dessas dicas para se prevenir dessa doença grave como o câncer de mama. São dicas simples que podem fazer diferença no futuro. Lembre-se sempre também de consultar seu médico caso tenha dúvidas.

Prevenir aumenta 90% de chances de cura.  





Aulão dia das crianças - Academia Team Nogueira Recreio


3 de out de 2017



Aulão de Dia das Crianças na Academia Team Nogueira Recreio Oferece 1 Semana de Graça para Pais e Filhos

Aulão dia das crianças - Academia Team Nogueira Recreio


O Dia das Crianças está próximo e por isso que a Team Nogueira, dos irmãos e lutadores Minotauro e Minotouro está em festa e preparou um aulão especial para os pais e seus filhos. Quem ainda não teve a oportunidade de conhecer a academia, esta é uma chance única de emplacar uma noite divertida e ainda sair com uma semana de graça no Free Pass da unidade Recreio em qualquer modalidade. O aulão está marcado para o dia 09 de outubro, às 18h.

Jiu-Jitsu, Muay Thai, Boxe, Judô e os programas de emagrecimento Ladies Camp e Cross Combat fazem parte das modalidades oferecidas pela matriz de rede de academias que tem franquias espalhadas em todo o Brasil, além de Estados Unidos e Dubai.

Com entrada franca, os pais podem aproveitar o clima do aulão, que será à fantasia, e inaugurar a semana do Dia das Crianças em grande estilo. Vale ressaltar também que ao participar do aulão, seu filho ainda ganha 5 tickets que irão liberar também mais 1 semana de graça cada, para ele presentear o amiguinho da escola, do condomínio, da pracinha, etc.

Importância das atividades físicas:

Aulão dia das crianças - Academia Team Nogueira Recreio


De acordo com o nutricionista da Team Nogueira, Francis Erick, “as artes marciais são fundamentais para uma criança porque elas desenvolvem dois propósitos interessantes: o respeito, pois o mestre ou professor passa o tempo todo ensinando normas e disciplinas. O segundo propósito versa sobre a questão de praticar uma atividade física, só para se ter uma ideia, as artes marciais podem queimar cerca de 1500 calorias por aula. Então, se comparado com quem faz uma hora de esteira por dia, seriam quatro horas de esteira o equivalente a quem pratica artes marciais”, ressalta o nutricionista que alerta sobre a importância de combater a obesidade infantil que já é considerada uma doença epidêmica, segundo dados da OMS, Organização Mundial de Saúde.

O Aulão tem como propósito integrar a todos os alunos dos programas kids da Team Nogueira e mostrar aos pais e responsáveis a metodologia criada pelo Dr. em Educação Física e Coordenador Pedagógico, Jorge Felipe Columá, que tem como principal característica buscar acima de tudo a disciplina, respeito, honestidade, perseverança, bons hábitos alimentares para que os pequenos possam se tornar adultos mais confiantes, saudáveis e bons cidadãos.

“A metodologia da Team Nogueira, busca conscientizar as crianças a adotar uma alimentação mais saudável e ter hábitos diários de bom relacionamento interpessoal. Lincoln [aluno da Team Nogueira] melhorou sua alimentação em relação às verduras, legumes e frutas através da orientação de seus professores. Em momento algum notei uma diferença no comportamento para o lado da violência – o que deve ser uma das preocupações dos pais em se tratando de luta. Ele tem um irmão de 4 anos e se preocupa bastante em não machucá-lo quando estão brincando. A família toda está muito feliz e satisfeita com a evolução do Lincoln”, ressalta Aline de Andrade, mãe do pequeno atleta.

Aulão à Fantasia na Team Nogueira Recreio:

Aulão dia das crianças - Academia Team Nogueira Recreio


Dia das Crianças é um momento realmente muito especial. Não que este dia seja o único que elas mereçam atenção, mas é a data em que podemos exaltar ainda mais todo este sentimento de amor e o quanto é bom estar ao lado dos filhos, amigos, sobrinhos, enfim, dos pequeninos que alegram o nosso dia com apenas um olhar carinhoso ou um sorriso estampado no rosto.

Exatamente por este motivo que a família Team Nogueira está em festa. Portanto, deixe seu filho se fantasiar do jeito que ele quiser, pode ser herói preferido, filme ou série que ele mais gostar e venha participar com a gente do nosso aulão Team Nogueira Kids!

Serviço:
O que: Aulão à Fantasia de Dia das Crianças Team Nogueira Kids
Quando: 09 de outubro às 18h
Entrada Franca – Venha e Traga seus filhos e ganhe 1 semana de Free Pass em qualquer modalidade da academia Team Nogueira.